CARREGUEIRA A COMPOSTAR COM-Pontos DO FUNDO AMBIENTAL

A candidatura da Junta de Freguesia da Carregueira obteve a 8º melhor classificação nacional

A candidatura “Carregueira a Compostar” ao Aviso[1] “Economia Circular em Freguesias – Programa JUNTAr +” foi aprovada e financiada. Segundo o “Relatório Preliminar – Economia Circular em Freguesias” ontem divulgado, esta candidatura da Junta de Freguesia da Carregueira obteve a 8ª melhor classificação da centena de candidaturas apresentadas a nível nacional.

O projeto ‘Carregueira a Compostar’ visa desenvolver um sistema para aproveitamento de resíduos verdes e orgânicos para a produção de composto orgânico assente nos princípios da economia circular. Os resíduos com origem nas habitações locais, em pequenas produções agrícolas e em espaços agrícolas intensivos, serão destinados a empresas da região que já realizam compostagem com base em resíduos orgânicos. O Projeto proposto enquadra-se num modelo de economia circular local, fechando dentro da região o ciclo de nutrientes através da utilização do composto produzido nas explorações agrícolas e nas habitações na freguesia. As comunidades locais serão mobilizadas através de um sistema de recompensas de pontos a quem entrega resíduos para produção de composto. Os COM-Pontos atribuídos poderão ser descontados em parceiros locais e na própria aquisição de composto das entidades envolvidas. O Projeto ‘Carregueira a Compostar’ será ainda enriquecido com ações de educação e sensibilização dinamizadas pela Junta de Freguesia da Carregueira em parceria com a AEPR.

A Associação Eco Parque do Relvão congratula-se pela aprovação deste projeto-piloto em que participa e que representa uma nova conquista da região na aposta em Sinergias Locais em cumprimento com o Plano Estratégico 2017-2017 da AEPR.

[1] O grande objetivo deste Aviso do Fundo Ambiental é “Implementar soluções locais de economia circular, demonstrando os benefícios económicos, sociais e ambientais associados”, desenvolvendo “soluções enquadradas, designadamente, nas ações 1, 4, 5 e 6 do Plano de Ação para a Economia Circular”.